terça-feira, 19 de novembro de 2013

Encantamento


ENCANTAMENTO

Para Verônica Aroucha


Clóvis Campêlo

O encantamento é a soma de todas as cores.
Existe uma luz radiante quando se abre a janela e verifica-se que, apesar de tudo, surgiu um novo dia e que nesse novo dia todas as possibilidades são prováveis e possíveis.
Desvenda-se uma nova visão cósmica quando entendemos que todos os equívocos foram necessários e que sem eles não haveria a possibilidade dos acertos.
Entramos em êxtase quando percebemos que o excesso dos nossos sentimentos foram o adubo necessário para que brotassem as flores do bem.
O pão quentinho é apenas a condensação de todas as energias positivas, transformadas em criação.
Somos apenas o instrumento.

Recife, 2009

2 comentários:

Verônica Aroucha disse...

Diz um compositor que o POETA PODE VER NA ESCURIDÃO.
Muito obrigada, amigo poeta. Eu apenas tentei tatear, procurar uma luz, talvez tarde demais. Talvez não.

Clóvis Campêlo disse...

Tudo term a sua hora, poetisa, assim como a sua causa e consequências.
Em determinados m momentos, talvez o melhor seja se aquietar...