terça-feira, 24 de junho de 2014

Alumbramento


ALUMBRAMENTO

Clóvis Campêlo

Que desça a tranquilidade
vinda com hora marcada
e que se anuncia
após a passagem do
cometa.
Que se tranquilizem
todos os neurônios,
cesse a adrenalina,
retorne a rotina celular.
Tu, oh poderosa força,
tens a capacidade
de alterar todas as marés,
semear a força do vento,
tremer todas as terras
e, com teu olhar de fogo,
calar todas as vozes.
O impacto da tua visão
tem a luminosidade
de mil bombas atômicas.
O calor que de te irradia
dissolve a estrutura
do mais sólido dos
metais.
Diante de ti,
quedamo-nos estáticos
e deixamos que nos sugue
todas as forças
e nos esgote.
Tens a beleza e a maldade
de todas as deusas
e deixamo-nos
por ti imolar
num misto de prazer
e sofrimento.

Recife, 1994

Um comentário: