domingo, 19 de fevereiro de 2012

Esperando o Galo




ESPERANDO O GALO

Clóvis Campêlo

Desde o ano passado que o Galo da Madrugada mudou o seu tradicional percurso, deixando de circular pela Rua da Concórdia, estreita e repleta de casarões antigos, e passando a circular pela Avenida Dantas Barreto, no bairro de São José.
Pois bem, se isso trouxe vantagens para os organizadores e foliões, também deixou a Rua da Concórdia livre para que as pequenas orquestras de frevo circulem e animem a moçada enquanto o Galo não chega.

Recife, 2012

3 comentários:

Pastorelli disse...

Legal, e com isso os menos conhecidos esquetam o carnaval. Parabéns, Clóvis.

Biu Vicente disse...

A questão é, parece-me. Na administração Gustavo Krause começou um favorecimento público a uma empreitada privada e o "galo da madrugada" passou a tomar todo o sábado e todo o espaço. A ideia de fazer o "maior bloco do mundo" para atrair turistas, dentro de um projeto que dividiu o Brasil Carnavalesco entre Rio de Janeiro, Salvador e Recife, promoveu a morte do carnaval nas ruas da Concórdia, Imperatriz, Nova e outras nop centro do Recife que, parece, foi alugado ao Galo e impede qualquer manifestação até a retirada do monstro (belo, às vezes) que impede o acesso à Avenida Guararapes. Só para lembrar, este ano um jornal chegou a conselhar que se evitasse o centro do Recife. O favorecimento ao Galo deixou no limbo o "nois sofre mais nois goza" que nunca reclamou e pensa que ainda goza na Sete de Setembro.
Mas esse é o período das manifestações das multidões. Em tudo isso, o povop continua freveando

Bráulio de Castro disse...

Clóvis, com a morte do grande Enéas, eu gravei um frevo falando que iriam acabar com a tradição do Galo e realmente está acontecendo o que eu previ. Aquele Galo com o frevo na ponta do pé, MORREU JUNTO COM O VELHO ENÉAS.