quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Mário Souto Maior


Fotografia de Clóvis Campêlo/1991

MÁRIO SOUTO MAIOR

Clóvis Campêlo

Nasceu no dia 14 de julho de 1920, na cidade de Bom Jardim, em Pernambuco.
Em 1945, foi nomeado prefeito da cidade de Orobó, no sertão pernambucano.
Em 1967, tornou-se assessor da diretoria executiva do Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais (IJNPS), hoje Fundação Joaquim Nabuco. Em 1980, foi nomeado diretor do Centro de Estudos Folclóricos da Fundaj, cargo que exerceu até 1990. De 1991 a 2001, chefiou a Coordenadoria de Assuntos Folclóricos da entidade.
Pesquisador Emérito da Fundação Joaquim Nabuco foi poeta, contista, pesquisador e colaborador em diversos jornais e revistas especializadas do Brasil e do exterior, além de ter publicado dezenas de livros.
Em 1979, com o livro Folclore e Alimentação, ganhou o prêmio Sílvio Romero, do Ministério da Educação e Cultura.
Em 1989, com o mesmo livro, ganhou o Gran-Prêmio Iberoamericano Augusto Cortazar, instituído pelo Fondo Nacional de las Artes, do Ministério de la Educación y Justicia, da Argentina.
Faleceu no Recife, no dia 25 de novembro de 2001.


Nenhum comentário: