terça-feira, 10 de julho de 2012

Entre anjos e demônios


ENTRE ANJOS E DEMÔNIOS

Clóvis Campêlo

Que cada um cuide bem dos seus demônios.
Eu também tenho os meus e os trato a pão-de-ló.
São eles que me ressuscitam para vida quando me sinto sufocado e anestesiado pelos sons celestiais dos anjos que se vendem a prestação em cada esquina da cidade.
Que cada um cuide bem dos seus demônios.
Aproveitem enquanto ainda estão marginalizados e não se tornaram produtos rentáveis explorados pela sociedade de consumo.
Que cada um cuide bem dos seus demônios, pois sem eles seríamos metade, incompletos e não beberíamos na fonte rejuvenescedora da maldade.
Que cada um cuide bem dos seus demônios, explorem a sua permissividade, a sua falta de pudor, de ética, de moral, pois sem eles jamais saberíamos os limites entre o certo e o errado.
Que cada um cuide bem dos seus demônios, pois sem eles morreríamos de tédio, esqueceríamos os prazeres mundanos, desconheceríamos o lado impuro e podre de cada um de nós.

Recife, 2009

4 comentários:

pernambuco disse...

Lição de vida. Hei de continuar a cuidar deles com muita atenção. Gênio

Isolda Assis disse...

UAUUUU!!!! Que tentação!!!
Lembrei de EVA no Paraíso ... olhando aquela maçã ...e veio aquela serpente
e....leu a tua crônica pra ela....e ela .....tá por aqui lendo !!!!

Valdez Cavalcanti disse...

Lembrei de Dubai, uma cidade sem demônios. Encalacraram os demônios de Dubai.
Um colega, ao meu lado, se deixava embevecer por Dubai enquanto percorríamos as suas ruas monumentais. Cachoeirava-se em loas a cidade, debruando-a de suspiros apaixonados, enquanto, coisa ruim, eu sobrepunha-lhe panos frios. Irritava-se o colega.
- Por que não acredita no futuro de Dubai?
- Porque os demônios dela estão aprisionados – disse-lhe. E acrescentei: - Que futuro tem uma cidade onde a prostituição, o jogo e a bebida são proibidos?

Luzilá Gonçalves Ferreira disse...

Não trato bem os demonios pra eles não acharem que sou besta. Mas cada um sabe como agir com eles.Abraço