sexta-feira, 21 de maio de 2010

Quero morrer nos braços do amor



QUERO MORRER NOS BRAÇOS DO AMOR

Clóvis Campêlo

Quero morrer nos braços do amor,
sentir seu corpo etéreo, pura luz,
compondo rastro áureo, enganador,
que mesmo ilusório nos conduz
por ruas e vielas de candor.
Singela distorção que nos seduz,
trazendo à noite a cor da madrugada
e dissolvendo o tudo em quase nada.


Recife, 2010

- Revisado em 24/01/2018

Nenhum comentário: